Coronavírus e gestação? Qual a relação? É preciso manter a calma, ter uma atitude positiva e seguir os cuidados durante a gravidez em meio a uma pandemia para lidar com a situação.

Mas quais os riscos para as gestantes? É possível passar coronavírus ao bebê? Felizmente, até o momento não há evidências científicas para indicar maior vulnerabilidade ao coronavírus durante a gravidez.

Mariana Weickert, ex-modelo e apresentadora que deu a luz ao segundo filho (26/06), com 39 semanas testou positivo para o novo coronavírus. E nas redes sociais compartilhou medo, mas esperança. Assim como ela milhares de gestantes compartilham uma certa angústia nesse momento.

Sobre coronavírus e gestação, a redação do Valor Diário conversou no dia 26 de junho com uma enfermeira do Hospital Nossa Senhora da Piedade, do município de Nova Palma, no Estado do Rio Grande do Sul. Kelli Weise também está grávida de 18 semanas. Ela esclareceu dúvidas a respeito da gestação e compartilhou sentimentos que uma gestante vive em meio a uma pandemia.

Leia mais: Como gerar renda na pandemia para comunidades carentes? Conheça ações realizadas

Entrevista com a enfermeira e gestante Kelli Weise

Coronavírus e gestação
Coronavírus, gestação e medo: entrevista com uma enfermeira e gestante Foto – Arquivo Pessoal Kelli Weise

Valor Diário: Quais os maiores cuidados com a gravidez durante a pandemia?

Kelli: Deve-se redobrar os cuidados de higiene, como a lavagem das mãos e o uso de álcool gel, e não esquecendo do uso de máscara. Evitar aglomerações com muitas pessoas em um local fechado, por exemplo.

Valor Diário:  Grávidas fazem parte do grupo de risco?

Kelli: Sim. De acordo com o Ministério da Saúde gestantes fazem parte do grupo de risco por sermos suscetíveis ao H1N1, o mesmo se ocorre ao Covid-19.

Valor Diário:  Pesquisas revelam que o número de gravidez na pandemia vai aumentar porque muitas mulheres no mundo não terão acesso a métodos contraceptivos.  O que pensa a respeito?

Kelli: Acredito que neste momento tão delicado onde a população já evita de ir, por exemplo em unidades de saúde, consultórios sem a necessidade, penso que órgãos como secretarias de saúde, agentes comunitárias façam um reforço quanto aos contraceptivos de uso da mulher e tanto do homem. Levando em conta que, por exemplo, no Brasil há tantas pessoas mais carentes onde um bom planejamento e engajamento pôde-se evitar alguma gravidez desnecessária neste momento crítico de saúde.

Valor Diário:  Quais os cuidados que estão sendo tomados para as mulheres que estão ganhando seus bebês agora?

Kelli: Nos hospitais, os profissionais estão tendo a maior atenção nos itens de higienização de suas mãos, pois terão contato direto tanto com a puérpera e bebê. Um dos cuidados também é orientar os familiares para que não façam a visita até a maternidade, devido tanto a puérpera e recém-nascido serem mais suscetíveis a contrair o Covid.

Valor Diário:   Mulheres grávidas com corona podem transmitir aos seus filhos?

Kelli: Não. Não há evidências em pesquisas que a gestante passará ao bebê o Convid. O cuidado é após o nascimento, onde se a mulher tiver sintomas gripais, use máscara para ter o contato direto com o filho e não deixe de amamentá-lo.

Valor Diário:  Como enfermeira e gestante como está vivendo esse momento?

Realmente é um momento turbulento de emoções com medo, preocupações e dúvidas. Devido eu ser enfermeira e atuar na linha de frente (contato direto com a população) estou afastada do meu trabalho já faz mais de dois meses, pois estou grávida de 4 meses. E no momento não poder ajudar com o meu trabalho que é o que mais amo fazer, também é um dos motivos desses sentimentos turbulentos, mas claro, sei da importância de cuidar da minha saúde e do bebê que estou esperando.

Leia mais: Esperança e sonhos: em meio a pandemia há sempre histórias surpreendentes

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here