O Movimento Fechados pela Vida que atua na capital paranaense divulgou hoje (25 de junho) que o abaixo-assinado online lançada pelo grupo em favor do Lockdown Curitiba já alcançou mais de 15 mil assinaturas.

Dentre os objetivos do grupo com esse abaixo-assinado estão medidas mais rigorosas de controle de circulação de pessoas e aglomerações. Também, a possibilidade de fechamento total e temporário dos comércios não essenciais.

Lockdown Curitiba: Movimento colhe mais de 15 mil assinaturas em favor do fechamento total
Movimento pressiona prefeitura curitibana em favor do Lockdown (Imagem: Gazeta do Povo)

Leia também: Curitiba Covid-19: Aplicativo permite denunciar aglomerações

Abaixo-assinado pretende a declaração do Lockdown Curitiba

O Fechados pela Vida é um movimento formado por cerca de 200 pequenos estabelecimentos que operam em Curitiba. Sua formação se deu em torno do objetivo comum de alcançar melhores condições de sobrevivência em meio à pandemia e à crise econômica.

A publicação do movimento em relação à organização do abaixo-assinado cita diversas exigências em relação aos governos municipal e estadual.

Dentre elas estão, por exemplo, a necessidade de medidas mais severas de fechamento ou a adoção do lockdown Curitiba para evitar o colapso do sistema de saúde da capital paranaense.

Nesse sentido, destaca-se que a taxa de ocupação dos leitos exclusivos ao tratamento do Covid-19 em Curitiba, hoje, é de 83%, o que assusta os profissionais de saúde que vem a possibilidade de que o sistema venha a entrar em colapso pela ausência de profissionais suficientes e de instalações para receber pacientes em estado grave.

Também, o movimento exige que sejam apresentados critérios técnicos que determinem e justifiquem quais estabelecimentos podem ser mantidos aberto e quais não.

A crítica, nesse viés, é em relação à flexibilização das regras para as academias, cujos dirigentes entraram em acordo com o prefeito Rafael Greca e garantiram a possibilidade de funcionamento. Outros estabelecimentos cuja abertura é questionada pelo movimento são os shopping centers.

Lockdown: Possibilidade ou devaneio?

Embora haja grande expectativa para a decretação de lockdown na capital paranaense, recentemente a Prefeitura desmentiu em seu perfil oficial nas redes sociais que ele seria declarado nos próximos dias.

Contudo, o aumento da taxa de ocupação dos leitos aponta para outra direção. Curitiba iniciou a pandemia servindo como exemplo às demais metrópoles brasileiras pela contenção dos números.

A flexibilização das medidas e o aumento de circulação de pessoas nas ruas, parques, bares e restaurantes, porém, está cobrando o seu preço nesse momento. O sistema de saúde, portanto, pode colapsar, de forma que medidas mais rígidas são necessárias.

Continue lendo: Lockdown Curitiba: Prefeitura revela fake news quanto aos fechamentos

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here