Para Luiza Adaime, arquiteta, 28 anos, de Santa Maria (RS) e responsável pela Concreta Arquitetura, a pandemia foi um momento de se reinventar e aproveitar as oportunidades que as crises também trazem.

Confira abaixo a entrevista e dicas de Luiza para os leitores do Valor Diário.

Valor Diário: Nesse momento de pandemia, sentiu uma maior procura das pessoas para reformarem as suas casas?

Luiza: Muito. Eu percebi o “problema” e programei a solução. Comecei a enfatizar nas minhas publicações as vantagens do bem-estar em casa, e consequentemente, atraí clientes que se identificaram. Nos meses de março e abril caiu muito, pois todos ainda estavam em choque com a situação e tentando se estabilizar. Já o mês de maio eu comecei a desenvolver os posts mais direcionados, e os meses de junho e julho foram uma explosão. Um crescimento de mais de 300% em relação aos meses normais pré-pandemia.

Valor Diário: Como muitos estão mais tempo em casa, querem deixar esse espaço mais aconchegante. Para quem não quer gastar muito dinheiro, quais dicas você dá?

Luiza: Tenho 3 dicas bem fáceis:

01.Invista, mesmo que pouco, em iluminação! Pontinhos de luz baixa espalhados pela casa tem um poder muito grande! Escolha abajures bem simples, de preferência com cúpula, e coloque lâmpada de LED bulbo com temperatura de cor entre 2700 e 3000K, amarelada, para deixar o espaço super aconchegante.

02.Mude as coisas de lugar! Só pra dar uma variada. Mexe na posição do sofá, troca cadeira com poltrona. Essa renovada no layout é sempre legal!

03.Pinte uma parede. Compra uma lata de tinta e um rolo e faz disso um momento teu, a tua terapia! Na paleta de cores de tinta, procure pelos tons neutros. Dentro deles, tem variações que puxam levemente para alguma tonalidade da tua preferência, sem ser aquela cor forte enjoativa. Ou se tu preferir, temos os nossos tons de cinzas frios e quentes que são coringas: Suvinil crômio, Suvinil elefante, Suvinil ovelha e Suvinil galho seco.

arquiteta
Entrevista com a arquiteta Luiza Adaime: como ela se reinventou na pandemia?

Valor Diário: Uma tendência que a pandemia trouxe foi o home office. Este espaço teve muita procura na Concreta? Quais dicas para deixar o local mais profissional em casa?

Luiza: Sim! Teve muita procura. A grande maioria com o mesmo problema: não tem um cômodo inteiro disponível sobrando para montar um home office. Então se tu tiver um espaço de pelo menos 80x50cm, já dá pra colocar uma escrivaninha.

Evite locais de muita circulação de pessoas dentro de casa (que possam te desfocar ou atrapalhar o fundo de uma videoconferência, por exemplo).

Escolha um local com bastante iluminação natural se possível, isso vai te dar um gás para trabalhar! E se não tiver como, coloque uma luminária de mesa ou de parede com lâmpada de luz neutra (4000K).

O pano de fundo, no meu ver, não é tão importante quanto o pano de frente. Ou seja, o local que tu vai ficar olhando enquanto trabalha é mais importante do que o fundo! Por que o fundo dá para desfocar na hora das vídeo conferências. Mas o plano frontal deve estar sempre agradável e bem organizado! Isso ajuda na tua produtividade!

Então não tente adaptar um canto da mesa de jantar pro seu escritório porque isso não vai dar certo! E pra garantir a organização, coloque um gaveteiro ou até mesmo uns nichos na parede!

Escolha uma cadeira bem ergonômica, que abrace a tua coluna. Se não tiver uma em casa, veja a possibilidade de buscar uma no seu escritório! Trabalhar desconfortável não dá!

Quando atendemos um novo cliente, sempre fazemos o dia do “briefing”, que é o dia onde sentamos e conversamos sobre todos os sonhos, desejos, necessidades e medos desse cliente! É um papo super descontraído e divertido, e colocamos no papel um checklist pra casa perfeita!

Com a pandemia, acrescentamos algumas perguntas no briefing. Duas delas são: “qual o tamanho que tu precisa para sapateira no hall de entrada?”; “tu prefere espaço de home office isolado ou integrado com a sala?”;

E isso me encanta muito na arquitetura de interiores: a dinamicidade dos ambientes com o passar do tempo! São novos hábitos, necessidades e muitas novas ideias loucas para serem executadas!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here