Às sextas-feiras tem sido apreensivas para moradores de Santa Cruz do Sul, distante 150 km de Porto Alegre. É que semanalmente o Estado apresenta orientações sobre a bandeira do município, de acordo com a região. Elas são de cor amarela, laranja, vermelha e preta. Quando se encontra em vermelha, apenas estabelecimentos que são considerados fundamentais podem abrir, os demais devem seguir fechados.

Pela terceira vez consecutiva, Santa Cruz do Sul já foi classificado na bandeira vermelha, mas em todos casos conseguiu recorrer retornando para a bandeira laranja, e aliviando comerciantes em relação as medidas restritivas. O novo anúncio, ocorre hoje, sexta-feira, 30 de julho no final da tarde pelo governador do Estado, Eduardo Leite.

Leia tambémEntrevista com a médica Layana Heck e os desafios com a pandemia do coronavírus

Atendimento no hospital de campanha aumentou quase 75% em julho

Santa Cruz do Sul
Santa Cruz do Sul (RS) de olho nas restrições do governo – Foto: Luiz Fernando Bertuol/Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Santa Cruz do Sul/ Divulgação

Como já dito pelas autoridades, o inverno rigoroso no sul aumentaria os casos de gripe, e agravaria as doenças respiratórias. E isso a situação foi essa mesma. Inclusive em Santa Cruz do Sul. A prefeitura informou que os atendimentos no Hospital de Campanha, até a tarde desta quinta, 1.395 pessoas haviam buscado o serviço, frente às 803 de junho, o que representa um acréscimo de 73,7%.

A comunidade como um todo, espera que com a despedida do inverno, e com a chegada de agosto, o frio perca força, e os casos de coronavírus deem uma trégua em Santa Cruz do Sul. Atualmente são 369 casos confirmados na cidade, desses 258 já estão recuperados.

Ricardo Fockink, 32 anos, militar, acredita que a partir de agosto as coisas possam melhorar: “eu vejo o pessoal se cuidando, e a fiscalização está cobrando dos estabelecimentos. Mas é importante que a comunidade faça sua parte”.

Leia também: Entrevista com a arquiteta Luiza Adaime: como ela se reinventou na pandemia?

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here