Criptomoedas pagam imposto de renda? Entenda as novas regras da Receita Federal para declarar suas criptos

Para entender se elas se encaixam ou não na categoria para imposto de renda, antes você precisa entender o que exatamente elas são

Goiânia, sábado, 30 de abril, por Willames Sales — Você já deve ter ouvido falar em criptomoedas e em sobre como elas podem render muito dinheiro. Mas muitas dúvidas surgem quando o assunto é moedas criptografadas.

Pensando nisso, nos do Valor Diário, visamos em te informar sobre as especificações jurídicas das criptomoedas. Ou seja, como você deve fazer para manter seus investimentos livre de problemas com imposto e documentos assim.

Confira: aumento na conta de luz, Aneel aprovou alta de até 25% em alguns estados a partir de sexta-feira

O que são mesmo as criptomoedas?

Para entender se elas se encaixam ou não na categoria para imposto de renda, antes você precisa entender o que exatamente elas são. Nos últimos anos, ouvimos tanto sobre elas que nos esquecemos de estudar o que as define!

Criptomoedas pagam imposto de renda? Entenda as novas regras da Receita Federal para declarar suas criptos
Criptomoedas pagam imposto de renda? Entenda as novas regras da Receita Federal para declarar suas criptos / Créditos de imagem pixabay

As criptomoedas são moedas digitais, ou seja, só existem na internet. Isso é o que diferencia ela das outras moedas no Brasil e no mundo, como o Real, Dólar e Euro, por exemplo.

Leia também: como empreender na internet? Confira o passo a passo

Outra característica que categoriza muito bem essas moedas, é o fato delas serem descentralizadas. Você pode entender isso como a independência de um Banco Central. Então não há governo intermediar, autorizar e fiscalizar as transações.

Fora isso, a principal tecnologia que permite essa independência sem abdicar da segurança é a blockchain. Resumidamente, essa função atua como um livro onde todos os dados são registrados.

Isso vai te permitir ter uma moeda com todos os registros de envio ou recebimento de valor. São partes de códigos, gerados online, que carregam informações conectadas, por isso o nome “cadeia de blocos” em sua tradução.

Eu preciso declarar elas no Imposto de Renda?

Sim, você precisa declarar elas no Imposto de Renda. Mais especificamente, se você tiver um valor em cripto de R$ 5.000,00 ou mais, isso conforme a Receita Federal, no dia 31 de dezembro de 2021.

Agora, as pessoas com menos que esse valor investido não precisam pagar nenhum imposto sobre o valor acumulado. Claro, caso você prefira declarar, você também pode, mas não tem necessidade por lei.

Porém, a situação não se mantém caso você invista em mais de uma criptomoeda. Ou seja, caso você tenha R$ 5.000,00 em Bitcoin e R$ 2.500,00 em Ethereum, por exemplo, você deve pagar imposto apenas em cima do Bitcoin.

Segundo a matéria publicada, no portal UOL, em abril de 2022, as moedas devem constar na declaração na aba Bens e Direitos. Apenas clique em “Novo” e informe se a compra ou venda da criptomoeda foi feita por você, ou por algum dependente seu.

Veja este vídeo, “COMO DECLARAR CRIPTOMOEDAS NO IMPOSTO DE RENDA 2022? (Guia completo passo a passo)”,  do canal “Clube do Valor” do YouTube para saber mais detalhes.

Confira: entenda o que é day trade e saiba como ganhar uma renda extra com os Bitcoins

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.