Mercado cripto em risco; leve alta do Bitcoin não diminui a aversão ao risco; entenda

O Bitcoin sobe, mas a crise não dá trégua para as demais criptomoedas

Belo Horizonte, segunda-feira, 11 de julho de 2022, por Edmar Oliveira – O mercado cripto tem passado por maus momentos nos últimos meses. Dessa forma, a crise no setor tem deixado os investidores preocupados.

Mesmo o período de alta na cotação do Bitcoin, não tem gerado alívio para as demais criptomoedas como no passado recente. Portanto, o blogue Valor Diário apresenta uma análise do cenário de ativos virtuais.

Veja mais: B3 (B3SA3) pagará R$ 773 milhões em dividendos e JCP; confira valores e datas

A queda no mercado cripto

Primeiramente, é preciso ressaltar que o período de baixas tem atingindo as principais criptomoedas do mundo. Dessa forma, todas elas fecharam o mês de junho de no vermelho, ou seja, perdendo valor com relação ao fim do mês de maio.

Mercado cripto em risco; leve alta do Bitcoin não diminui a aversão ao risco; entenda - Reprodução Pexels
Mercado cripto em risco; leve alta do Bitcoin não diminui a aversão ao risco; entenda – Reprodução Pexels

Entre as maiores quedas do mês, temos, por exemplo, o desempenho negativo da Ether (ETH), que fechou com um prejuízo de 38,90%. O Bitcoin também não escapou teve perdas de 44,06% no acumulado. A cripto Theta fechou com a menor queda, de 1,12%.

As causas para a crise

Este cenário de terra arrasada no mercado cripto é decorrente de fatores como a guerra da Ucrânia e a pandemia do novo Coronavírus, que voltou a causar fechamentos de portos na China.

Diante de crises internacionais ou instabilidade econômica, como por exemplo inflação ou recessão, por exemplo, os investidores tendem a ficar mais arredios. Desse modo, deixam investimentos mais arrojados como os criptomoedas para colocar seu capital em investimentos mais conservadores.

Veja mais: Auxílio-Gás 2022: Veja o calendário de pagamentos do mês de agosto

Possível cenário de recuperação

Conforme os efeitos da pandemia ainda afetam a economia mundial, a China esteja pressionada por novos casos da doença e a Rússia mantenha a guerra na Ucrânia, o cenário continuará a ser de baixa no mercado cripto.

No entanto, muitos investidores não enxergam esta situação como uma tragédia, mas como oportunidade. Com os preços em baixa, existe a possibilidade de comprar ativos digitais promissores a preços bem abaixo do esperado.

Um exemplo é a recente subida do Bitcoin. Embora tenha fechado o mês de junho com perdas, nas últimas semanas houve um movimento de recuperação de valor, conforme reportagem publicada no portal G1.

No entanto, essa alta na última semana não foi suficiente até o momento para acalmar o mercado cripto. Em suma, para saber mais sobre o tema, confira o canal Trade with Renato Ulianov:

Veja mais: Você sabe como usar o cartão de crédito corretamente? Aprenda hoje

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.