Leilão de carros vale a pena? Aprenda como evitar riscos e economize ao comprar seu carro

Os descontos são atrativos, mas diversas precauções devem ser tomadas para não acabar no prejuízo

São Paulo, quinta-feira, 26 de maio, por Cristiane Luzio Rodrigues – Leilão de carros tem se tornado cada vez mais popular, com descontos que podem chegar a 50%. Porém, somente pensam no dinheiro e acabam tomando riscos desnecessários. Como, por exemplo, não pensar nos custos que terá com o veículo após a compra; em muitos casos acaba não valendo a pena.

Por isso, o Valor Diário reúne aqui as principais informações que deve saber para participar de um leilão de carros. E, ainda mais, quais são as precauções que devem ser tomadas na hora de escolher o seu veículo. Então, antes de entrar nesse mercado, confira este artigo com atenção.

Confira também: 5 dicas para você economizar dinheiro

Leilão de carros vale a pena Aprenda como evitar riscos e economize ao comprar seu carro (reprodução Canva)
Leilão de carros vale a pena Aprenda como evitar riscos e economize ao comprar seu carro (reprodução Canva)

Como funciona um leilão de carros?

Em síntese, leilão é um evento público onde são vendidos bens para quem oferecer o maior lance; como, por exemplo, os famosos leilões de carros. Porém, existem diversas subcategorias nestes leilões, que podem ser realizadas tanto por órgãos públicos como por empresas privadas.

O que preciso saber antes de participar?

Antes de tudo, deve ler todo o edital do leilão, ainda que seja exaustivo; lembre que o seu dinheiro que poderá estar em risco. Assim, no edital encontrará todas as informações detalhadas sobre as regras do leilão, bem como todas as características dos bens leiloados. Porém, se ainda tiver dúvidas sobre o certame, poderá entrar em contato com o leiloeiro responsável; este deve sempre esclarecer pontos que não ficaram claros.

Leia também: Fundo Imobiliário Maxi Renda MXRF11: veja como ficará os dividendos após decisão da CVM; confira o que mudou

Logo após a leitura atenciosa do edital, necessário entender a diferença entre as naturezas dos leilões. Ou seja, em se tratando de empresas privadas, como, por exemplo, bancos, a origem sempre é de operações financeiras, que são, geralmente, financiamentos que não foram adimplidos e os veículos foram recuperados.

Além dessas, também existem leilões de carros com outras origens, quais sejam: de seguradoras; com danos de pequena, média e grande monta; de furto ou roubo; de empresas com frota própria; judicial, dentre outros.

Contudo, para cada categoria de leilão, além do preço ofertados, devem ser considerados, principalmente, os custos que advirão após a compra. Como, por exemplo, conserto do veículo; pagamento de restrições e carros sinistrados e/ou recuperados de seguradoras.

Por fim, conforme matéria Fernando Miragaya, de julho de 2021, do site Quatro Rodas, critérios devem ser observados para saber se vale a pena:

“Quando vale a pena? Não existe uma regra básica para se saber quando a quantia dada no lance vale a pena em um carro de leilão, pois tudo depende também do estado do bem e dos custos pendentes. A dica é pesquisar a média de preços do mercado para aquele modelo, ano e versão.”

Para ilustrar, assista este vídeo: “Leilão de carros apreendidos por falta de pagamento na financeira”, do canal ‘Tudo Leilão’, do YouTube.

Você também vai gostar: Como fazer empréstimo pelo Nubank? Confira aqui como fazer e ter dinheiro rápido para emergências

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.