Para quem está pensando em abrir um MEI (Microempreendedor Individual) ou até mesmo já é um, alguns benefícios disponíveis no mercado como empréstimos com juros bem mais baixos que a média praticada, assim como programas de qualificação profissional, gratuitos, são algumas das vantagens que estão ao alcance do MEI.

Para quem está desempregado ou até mesmo precisando de uma renda extra, abrir um MEI tem se tornado uma alternativa bastante interessante. De acordo com Portal do Empreendedor, já são mais de 9 milhões de empresas abertas na categoria de Microempreendedor Individual.

Além disso, diversas instituições financeiras, como bancos e fintechs (empresas de tecnologia financeira), têm disponibilizado serviços e produtos financeiros específicos para o segmento, com cartão de crédito, conta jurídica, linha de crédito, entre outros.

Conheça algumas das opções que vão ajudar a desenvolver, administrar o negócio e também a conseguir capital.

Leia ainda: Linha de crédito do BNDES libera R$ 2,8 bilhões a pequenas empresas

MEI: empréstimo fácil e cursos profissionais gratuitos são algumas das vantagens
MEI: empréstimo fácil e cursos profissionais gratuitos são algumas das vantagens

MEI pode conseguir empréstimo barato e rápido

Os principais bancos do país, como a Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Santander, Bradesco e Itaú, possuem programas de incentivo ao MEI, como o Microcrédito Produtivo Orientado.

Essa linha de crédito tem como principal objetivo ajudar o empreendedor a dar os primeiros passos no desenvolvimento do negócio e pode disponibilizar quantias que vão de R$ 300 a R$ 21 mil.

Algumas das condições necessárias para conseguir o dinheiro são:

  • Ser correntista do banco
  • Estar formalizado como MEI
  • Ter faturamento máximo de R$ 200 mil (o que abrange até quem já é uma Micro Empresa)
  • Ser maior de 18 anos

Prazos de pagamento e garantias

Alguns bancos podem dispensar a apresentação de garantias, como a Caixa Econômica e o Banco do Brasil. Nesse caso, os bancos trabalham com aval solidário, em que vários microempresários são avalistas uns dos outros ou até mesmo, após análise do negócio, dispensam totalmente essa exigência.

Em geral, os prazos de pagamentos são de 4 a 24 meses.

Taxa de juros

As taxas negociadas vão variar de banco para banco, entretanto, ficam numa média de 3% ao mês.

Como o MEI deve proceder para contratar o microcrédito

Apesar dos processos poderem ser iniciados através dos sites dos bancos, o recomendável é que os microempreendedores procurem a agência bancária na qual possuem conta ou até mesmo a que seja mais conveniente.

Qualificação gratuita para planejar e administrar o negócio

O Sebrae, certamente, é uma das principais instituições de qualificação e orientação profissional que o MEI pode contar.

Além disso, no site do Sebrae, é possível baixar diversos conteúdos, tais como:

  • Orientação para o planejamento do negócio
  • Estudos de mercado , que vão ajudar a entender o potencial do negócio e também para quem e onde vender
  • Onde conseguir crédito
  • Ideias para montar negócios
  • Leis que abrangem a categoria do MEI
  • entre outros

Cursos gratuitos

A plataforma de qualificação on-line do Sebrae oferece mais de 100 cursos gratuitos que o microempreendedor por se beneficiar, ou qualquer pessoa interessada.

Os cursos abrangem diversas áreas como: finanças, vendas, gestão, etc. Além disso, são voltados tanto para quem já tem um negócio aberto como para quem ainda quer abrir um.

Assim, para os interessados, basta clicar no link e passar a ter acesso aos treinamentos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here