Dólar chega de novo a menos de R$ 5 diante da flexibilização de restrições na China: entenda aqui

A variação da moeda chinesa pode afetar as exportações do país, o objetivo da flexibilização é melhorar a economia

Goiânia, domingo, 22 de maio, por Willames Sales — O sobe e desce do dólar vem causando consequências no mundo e, dessa vez, a China recuou com a flexibilização diante da moeda norte-americana. Com isso, o banco central chinês anunciou mudanças no yuan.

Visto que, a variação da moeda chinesa pode afetar as exportações do país, o objetivo da flexibilização é melhorar a economia. Com isso, a bolsa de valores da China ficou movimentada e, para saber mais, confira agora no Valor Diário

Confira: dividendos Banco do Brasil (BBAS3) serão de R$ 1,9 bi, confira detalhes sobre os pagamentos aqui

O que a alta do dólar provocou na China?

A China aceitou a flexibilização do yuan para criar facilidade com o balanço de pagamentos. Logo, as bolsas europeias e os índices americanos registram alta por causa da mudança e, dessa forma, o país terá mais oportunidades de fazer negócios. 

Dólar chega de novo a menos de R$ 5 diante da flexibilização de restrições na China: entenda aqui
Dólar chega de novo a menos de R$ 5 diante da flexibilização de restrições na China: entenda aqui / Créditos de imagem pixabay

Entretanto, os índices financeiros em regiões como Tóquio e Hong Kong sofreram alta em suas cotações, porém, o dólar continuou caindo pelo mundo. Além disso, o ibovespa opera com valorização de 1,22%.

Leia também: inflação faz preço dos alimentos aumentarem mais de 15% em um ano

Contudo, a China já foi acusada de desvalorizar a sua moeda para se manter estabilizada com o dólar. O problema quase criou uma guerra comercial com os Estados Unidos e, com isso, causou uma forte derrubada em mercados mundiais.

O que pode acontecer com a flexibilização da China?

As atividades de varejo e indústria da China sofreram queda devido à pandemia do Covid19 e suas consequências. Com isso, as vendas e a produção nas fábricas diminuíram devido aos efeitos do lockdown chinês. 

Contudo, a flexibilização da China diante do dólar pode causar redução nas exportações, por isso, alguns analistas acham difícil o país voltar a ser o que era antes da pandemia. Entretanto, os especialistas esperam, também, um aumento nos juros.

Conforme a matéria  de João Pedro Malar e Artur Nicoceli publicado no portal CNN Brasil, em maio de 2022, o aumento de juros nos Estados Unidos atraem novos investidores, mas, podem causar impactos nas bolsas mundiais. Com isso, as exportações chinesas diminuíram.  

Sendo assim, resta esperar os resultados da flexibilização da China com o dólar e que a medida não cause novos problemas no mercado de exportação mundial. No mais, a instabilidade do dólar ainda pode trazer efeitos negativos para o mundo. 

Veja este vídeo, “Entenda a queda do dólar e até qual valor a moeda pode chegar”,  do canal, “Band Jornalismo” do YouTube para saber mais detalhes.

Confira: casa Verde e Amarela, saiba quais são as regras do programa habitacional e quem pode participar; entenda

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.