Eletrobrás (ELET3) terá novo cronograma de privatização; confira

Privatização da Eletrobrás é adiada após decisão de Ministro do TCU

São José do Rio Preto, quarta-feira, 27 de abril, por Sérgio Carrieri – A Eletrobrás (ELET3; ELET6) terá um novo cronograma de privatização segundo o governo. Além disso, a ideia inicial é de que seja apresentado no máximo até a próxima semana. O cronograma sofrerá atrasos, após um dos ministros do TCU pedir vistas do processo.

Dessa forma, o Valor Diário vai trazer mais detalhes desse julgamento que avalia a privatização da companhia brasileira. Em primeiro lugar, a Eletrobrás é uma espécie de holding dividida em três partes. Da mesma forma, é responsável pela geração, transmissão e distribuição de energia do setor elétrico.

Eletrobrás (ELET3) terá novo cronograma de privatização; confira - Pixabay
Eletrobrás (ELET3) terá novo cronograma de privatização; confira – Pixabay

Leia também: Como investir em criptomoedas caso se confirme o novo marco regulatório para esse segmento?

Privatização da Eletrobrás é adiada após pedido de vistas do TCU

A princípio, o Ministro Vital do Rêgo, solicitou mais tempo para analisar o processo de privatização da empresa. Por outro lado, indo contra um pedido do próprio Ministro das Minas e Energia para evitar esse tipo de manobra. Desse modo, a primeira janela de privatização se fechou.

Ou seja, com o adiamento, não será possível realizar nenhuma operação até o próximo dia 13 de maio. Sendo necessário aguardar até a divulgação do próximo balanço da companhia, em 16 de maio.  Ao mesmo tempo, o ministro do TCU solicitou um prazo inicial de 20 dias para avaliar melhor o processo.

Não deixe de conferir: O Bitcoin estabilizou? veja se é o momento para investir nesta criptomoeda

Vários aspectos podem emperrar a privatização da empresa

O pedido do ministro Vital do Rêgo pegou o planalto de surpresa, apesar disso, o governo segue otimista. Muitos aliados do atual governo acreditam que se tenha tempo hábil para finalizar a privatização. Conforme artigo publicado no dia 22 de abril, no Portal Jovem Pan.

Porém, é certo que alguns fatores podem prejudicar a operação. No máximo, para ter boas chances de conquistar o maior número de interessados, o prazo é agosto desse ano. Se passar disso, alguns fundos de investimentos proíbem aportes em países com eleições próximas, por exemplo.

Enfim, o governo segue trabalhando nos bastidores para costurar o máximo possível de alianças em apoio ao projeto. Está nas mãos do TCU agora a velocidade para conclusão do negócio. Quer saber mais sobre a Eletrobrás? Então, assista ao vídeo abaixo do canal CNN Brasil.

Confira: Isentos de Imposto de Renda: conheça os títulos de renda fixa LCI e LCA e como aplicar o seu dinheiro com menos custos

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.