Onde investir para reserva de emergência? Saiba quais são os títulos de renda fixa que mais atraem investidores

Conheça 3 opções seguras para a sua reserva de emergência

Paulo Afonso, quarta-feira, 4 de maio, por Gabriele de Paula — Muitas pessoas querem investir e pensar nos sonhos, mas esquecem da Reserva de Emergência. Investir é importante, mas a reserva de emergência é quem dará todo o suporte caso algo saia do planejado. Segundo a Anbima, mais da metade dos brasileiros ainda não possuem o fundo para emergências, o que é preocupante. Este fundo é de suma importância para todas as pessoas e deve ser pensado antes da realização de investimentos.

No entanto, deixar o dinheiro guardado na poupança é uma péssima ideia. O ideal é escolher investimentos de baixo risco e que ofereçam um retorno acima da inflação. Pensando nisso, o Blog Valor Diário listou hoje os melhores títulos que rendem acima da inflação e ideias para compor a reserva de emergência dos brasileiros.

Onde investir para reserva de emergência Saiba quais são os títulos de renda fixa que mais atraem investidores - Reprodução Pixabay
Onde investir para reserva de emergência Saiba quais são os títulos de renda fixa que mais atraem investidores – Reprodução Pixabay

Veja também: Azul cai mais de 7.2% no primeiro pregão de maio; saiba se é hora de comprar

Antes de indicar os melhores títulos, é importante entender sobre o valor da reserva de emergência. Inicialmente, ela deve ser de um valor capaz de suprir necessidades de emergência. Assim, os economistas indicam que o valor da reserva emergencial deve ser de, pelo menos, 6 meses do custo de vida. Sendo assim, se uma pessoa tem custos de R$ 2 mil por mês, o valor mínimo da sua reserva de emergência deve ser de R$ 12 mil.

1. Tesouro Selic

O Tesouro Selic é um título público de renda fixa emitido pelo Governo Federal. Ele é totalmente seguro para compor a reserva. Isso porque ele contém liquidez diária. Ou seja, todos os dias a taxa de juros cai na conta e ele pode ser resgatado a qualquer momento.

O dinheiro que uma pessoa investe no Tesouro Selic é usado pelo governo para financiamentos na saúde, educação e infraestrutura. E se for preciso vender o título, o próprio governo realiza a compra. Além disso, o seu resgate ocorre em D+1. Ou seja, é possível resgatar o dinheiro 1 dia útil após a solicitação.

Você também pode gostar: Fundos imobiliários de shopping: confira como comprar e quais são as melhores oportunidades; veja aqui

2. CDB com liquidez diária

O CDB com liquidez diária é um dos investimentos mais seguros para reserva de emergência. Isso porque ele conta com a proteção FGC (Fundo Garantidor de Crédito) que protege o dinheiro dos investidores em até R$ 250 mil. Assim, se o banco der prejuízo, o investidor não perderá o seu dinheiro.

Além disso, ele conta com liquidez diária. Isso quer dizer que todos os dias o retorno financeiro cai na conta, como o Tesouro Selic. Mas diferente deste, a liquidação do CDB com liquidez diária pode ocorrer imediatamente. É importante sempre buscar por CDB’s que rendem, no mínimo, 100% do CDI, para ganhar da inflação.

3. LCI e LCA com liquidez diária

A LCI (Letra de Crédito Imobiliária) e a LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) também são ótimas opções para aplicação do dinheiro reserva. Eles são títulos de renda fixa do setor privado e são semelhantes ao CDB.

No entanto, uma diferença atrativa é que são livres de impostos. Dessa forma, é possível alcançar um bom retorno financeiro, com segurança e isenção de tributos.

Por fim, confira o vídeo veiculado no canal do YouTube da Rico, que aborda mais sobre o tema:

Leia a seguir: Dólar inicia semana em alta; entenda os motivos da valorização da moeda

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.