Greve no INSS: servidores fazem acordo com o governo e voltam ao trabalho; veja como afetou pedidos de aposentadoria

Milhares de pedidos de benefícios foram paralisados como consequência da greve no INSS

Paraipaba, sexta-feira, 27 de maio, por Nonato Vieira ─ Aconteceu na última sexta-feira (20) o acordo que acabou com a greve no INSS, o Instituto Nacional do Seguro Social. Nesse sentido, participaram do acordo a Associação Nacional dos Peritos Médicos (ANMP), e o Ministério do Trabalho e Previdência. Entenda as principais consequências deste fato na leitura deste artigo do Valor Diário.

Como resultado do fim da greve no INSS os funcionários e peritos voltaram ao trabalho na segunda (23), após quase dois meses de paralisação. O movimento grevista alcançou mais de 30% dos médicos do INSS prejudicando, principalmente, a realização das perícias médicas. Contudo, muitos outros atendimentos estão acumulados, como os pedidos de aposentadorias, por exemplo.

Leia também: Petrobrás (PETR4) tem forte queda após troca no comando da estatal; entenda

Greve no INSS causa acúmulo de perícias médicas

Com efeito, a perícia é o passo inicial para conseguir qualquer benefício que se relacione com problemas de saúde. Logo, milhares de aposentadorias por invalidez, entre outros benefícios, deixaram de ser concedidos aos segurados.

O total de processos com análises em espera passa de um milhão, sendo que 65% são pedidos de perícia. Um número significativo considerando-se que a maioria são de pessoas em situação de pobreza.

De acordo com o INSS, tanto os servidores administrativos quanto os peritos firmaram o compromisso de repor os dias em que  pararam os serviços na greve no INSS. Assim, haverá um esforço para diminuir o acúmulo de pedidos de benefícios que esperam na fila.

Veja também: Como acessar a conta do Nubank pelo computador? Entenda agora

Greve no INSS servidores fazem acordo com o governo-foto canva
Greve no INSS servidores fazem acordo com o governo-foto canva

Objetivos da greve foram alcançados

Desse modo, a instituição irá elaborar um sistema de trabalho que facilite atingir esse objetivo, como o trabalho aos sábados, por exemplo.

Contudo, se para os segurados a greve causou prejuízos e aflições, o mesmo não ocorreu com os grevistas. De fato, para a categoria a greve foi um sucesso.

A ANMP comemorou a conquista de todos os pedidos que os grevistas exigiam para voltar ao serviço. Além disso, os servidores recuperaram vantagens que perderam anteriormente.

Quanto aos segurados, o jeito é esperar o tempo que determinarem para eles, enquanto se preparam para enfrentar a nova greve no INSS, que com certeza virá dentro de alguns anos. Que pena que eles não possam fazer uma greve para garantir os seus direitos constitucionais.

Por fim, o leitor pode obter mais informações sobre o fim da greve no INSS no site do G1. Entretanto, o vídeo do canal Band Jornalismo, que se encontra abaixo, também pode ajudar a entender as consequências do movimento grevista.

Para você: Desconto na conta de luz com tarifa social; saiba o que é e se terá direito ao benefício

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.