Aposentadoria especial do INSS; confira as mudanças após reforma e se tem direito

Com a reforma da previdência, não é exigido somente comprovação de tempo para atividades nocivas

São Paulo, terça-feira, 28 de junho, por Cristiane Luzio Rodrigues – aposentadoria especial é o benefício que o INSS paga aos que trabalharam em condições específicas. Como, por exemplo, exposição de forma contínua a calor e ruídos. Desse modo, diante de condições que prejudicam a saúde ao longo prazo, é possível aposentar-se antes da maioria. Porém, com a reforma previdenciária ocorrida em 2019, não basta somente demonstrar os anos de trabalho perigoso ou insalubre.

Neste aspecto, se você trabalhou em condições que afetam sua saúde, de forma contínua e pretende se aposentar, leia este artigo até o final. O Valor Diário mostrará quais são as novas regras e como solicitar seu benefício.

Leia mais: Bolsa-caminhoneiro: saiba tudo sobre este projeto de lei e como pode funcionar

Aposentadoria especial do INSS; confira as mudanças após reforma e se tem direito (reprodução Canva)
Aposentadoria especial do INSS; confira as mudanças após reforma e se tem direito (reprodução Canva)

Quais são os trabalhos que se enquadram nos requisitos para o benefício?

Como exposto anteriormente, a aposentadoria especial é um benefício para os trabalhadores que, em razão das condições de suas profissões, foram expostos a agentes nocivos à saúde. Em outras palavras, concedido àqueles que tiveram profissões com exposição a agentes que fazem mal à saúde, com risco de morte.

Então, estas atividades categorizam-se como insalubres e periculosas, com agentes químicos, físicos e biológicos. Como, por exemplo, ruídos acima do permitido, calor intenso, radiação e eletricidade.

Você também vai se interessar: Conta de luz mais cara em julho: aumentos superam 60%; entenda o que aconteceu

Quais foram as mudanças para aposentadoria especial após a reforma da previdência?

Anteriormente a reforma, ocorrida em 2019, era exigido somente a comprovação dos anos de exposição aos agentes nocivos. Agora, outros critérios são exigidos, tanto para homem quanto para mulheres, quais sejam:

  • 60 anos de idade e 25 anos de exposição a agentes nocivos;
  • 58 anos de idade e 20 anos de exposição a agentes nocivos;
  • 55 anos de idade e 15 anos de exposição a agentes nocivos.

Como solicitar e quais são os documentos necessários?

Em suma, basta entrar no site Meu INSS, fazer o login com sua conta gob.br, “novo pedido”, selecionar o benefício e seguir as instruções.

Então, deverá apresentar, em momento oportuno, os seguintes documentos: documento de identificação com foto e comprovação do período de trabalho, como, por exemplo, carteira profissional e comprovantes e de pagamento das contribuições.

Por fim, para ilustrar, assista este vídeo: “Aposentadoria Especial por Insalubridade: o que você precisa saber antes de pedir”, do canal Ingrácio Advocacia, do YouTube.

Veja mais: Saque PIS/PASEP: entenda como consultar se possui dinheiro esquecido e como sacar

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.