ETFs: entenda o que são e quais são os melhores para investir agora; veja aqui

EFT do Ibovespa sobe e os de criptomoedas despencam em maio

São Paulo, sábado, 4 de junho, por Cristiane Luzio Rodrigues — fundos de índices, conhecidos também como ETFs, teve o mês de maio volátil, com grandes quedas e altas, conforme o segmento. Como, por exemplo, os fundos que acompanham commodities foram beneficiados, tendo em vista os conflitos do leste europeu. Ao contrário, fundos de criptomoedas tem cenário de maior perda, em resultado a aversão a riscos dos investidores, diante do cenário da economia mundial.

Desse modo, para nortear o seu leitor sobre a diversificação de sua carteira de investimentos, o Valor Diário trará neste artigo quais foram os destaques de ETFs de maio. Tanto de quedas quanto de altas, conforme as respectivas categorias. Por oportuno, ter uma carteira de aplicações diversificada é o primeiro passo para se tornar um investidor de alta performance. E, assim, ter proteção em seus ativos para os momentos de instabilidades na economia. Ou seja, se teve queda em um ativo, conseguirá equilíbrio do dinheiro pela alta de outro.

Leia também: Como se aposentar com renda de fundos imobiliários? Saiba como e em quanto tempo consegue

ETFs: entenda o que são e quais são os melhores para investir agora; veja aqui (reprodução Canva)
ETFs: entenda o que são e quais são os melhores para investir agora; veja aqui (reprodução Canva)

O que são ETFs?

Em resumo, Exchange Trade Funds (ETF), chamados também de fundos de índices, que, em suma, são fundos de investimentos, ou seja, investidores que tem suas aplicações conjuntas para um mesmo fim, atrelados a determinados índices.

Como foram os desempenhos dos fundos de índices em maio?

Diante da alta da inflação, sobretudo sobre os preços das commodities, fundos de empresas deste segmente tiveram grandes altas. Como, por exemplo, os que possuem em sua carteira de investimentos empresas de óleo e gás.

Confira também: Binance perde 99% do dinheiro investido na Criptomoeda Terra Luna; confira

Em contrapartida, os ETFs de criptomoedas tiveram grandes perdas, que também refletiram aos índices no setor de tecnologia. Desta forma, com o cenário instável da economia e altas frequentes da inflação, investidores, no geral, estão com aversão a riscos. E, desse modo, escolhem investimentos mais seguros para carteira, como, por exemplo, títulos de renda fixa.

Por fim, abaixo estão as piores quedas e altas do mês de maio, conforme matéria de Katherine Rivas, do dia 31 de maio de 2022, publicada no site InfoMoney:

Maiores altas

  • FIND11: 5,99%;
  • MATB11: 4,92%;
  • BOVX11: 4,21%;
  • ELAS11: 3,97%;
  • BOVB11: 3,90%;
  • DIVO11: 3,77%;
  • BOVA11: 3,66%;
  • PIBB11: 3,44%;
  • BOVV11: 3,41%;
  • BOVS11: 3,41%;
  • YDRO11: 3,34%.

Maiores quedas

  • NFTS11: -43,82%;
  • WEB311: -36,55%;
  • QDFI11: -35,93%;
  • DEFI11: -33,66%;
  • QETH11: -33,53%;
  • ETHE11: -33,36%;
  • HASH11: -25,51%;
  • QBTC11: -21,36%;
  • BITH11: -20,02%;
  • TECB11: -17,83%.

Contudo, para saber mais sobre ETFs, assista este vídeo: “Vale a pena investir em ETFs?”, do canal Gustavo Cerbasi, do YouTube.

Confira mais: Empréstimo Caixa Tem: confira aqui passo a passo para solicitar o seu

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.