Durante a pandemia, toda a população brasileira vem sofrendo as consequências do isolamento social. Como resultado, LGBTQ+s em situação de cárcere e vulnerabilidade se tornaram um grupo de minoria ainda mais prejudicado perante à situação da sociedade.

À primeira vista, ONGs voltadas para trabalhos sociais com o grupo em questão, decidiram auxiliar para que os prejuízos econômicos trazidos pelo isolamento se tornem menores.

LGBTQ+s em situação de cárcere e vulnerabilidade
ONG Recifense auxilia LGBTQ+s em situação de cárcere e vulnerabilidade durante a pandemia (Foto: Pixabay)

Leia: 73 abrigos de idosos beneficiados com cartões pré-pagos em Pernambuco

LGBTQ+s em situação de cárcere e vulnerabilidade recebem doações de ONGs

Assim como moradores de ruas sofreram durante a pandemia com a diminuição nas doações, ONGs recifenses se preocuparam com indivíduos integrantes de grupos de minorias. Foi o caso de uma ONG localizada na cidade do Recife e atuante nos grupos LGBTQ+s soropositivos, em situação de cárcere, usuários de drogas, profissionais do sexo e outros.

900 cestas básicas doadas

O GTP+ recebeu ajuda de instituições parceiras e ajudou, desde o início da pandemia, cerca de 337 pessoas. De acordo com cidadãos auxiliados pela ONG, o auxílio veio através de cestas básicas montadas e entregues por voluntários do grupo.

Hoje, dia 24 de Julho, foram contabilizadas cerca de 900 cestas básicas doadas desde o início da pandemia em Abril.

Trabalho em parceria com instituições doadoras

Juntamente com instituições que auxiliam no funcionamento da ONG, as doações de cestas básicas foram arrecadadas também através dessas instituições e por meio de doações populares. O público seguidor da ONG auxiliou a ação através de uma vaquinha online ou doações presenciais na sede do grupo.

Para auxiliar LGBTQ+s em situação de cárcere e vulnerabilidade, a ONG recebeu doações de instituições parceiras como o Fórum de Mulheres de Pernambuco, a Coordenadoria Estadual LGBT, a Fundação Redistribuir e outras.

LGBTQ+s em situação de cárcere e vulnerabilidade nos presídios do Recife

Bem como a população, cerca de 166 indivíduos LGBTQ+s em situação de cárcere foram auxiliados pela ação da ONG. Os cadastrados se encontram encarcerados em seis presídios localizados na Região Metropolitana do Recife.

Leia: 90 mil alunos recebem kits pedagógicos e cestas básicas em Recife

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here