A pandemia do coronavírus mudou o cenário e a rotina dos brasileiros. Com o distanciamento social como uma das medidas de prevenção do coronavírus, muitos brasileiros encontram ainda mais dificuldade para sobreviver. Por isso, conheça algumas estratégias que potencializam a economia nas comunidades carentes.

É que muitos moradores das comunidades são autônomos ou informais. Por isso, muitos projetos e ações foram e estão sendo colocados em prática para aliviar o impacto econômico e social do coronavírus. Essas ações facilitam o acesso a serviços e produtos locais, e ainda promovem oportunidades de trabalho para quem teve a renda prejudicada.

Leia também: Campanha nacional de apoio a diaristas durante a pandemia

Produção de máscaras gera renda

comunidades carentes
Como gerar renda na pandemia para comunidades carentes? Conheça ações realizadas Foto – Moda Alegre

O uso de máscaras caseiras, confeccionadas em tecido é indicado para minimizar o risco da contaminação pelo Covid-19. Por isso, o projeto Moda Alegre de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul lançou a campanha Costurando Solidariedade. A iniciativa vai gerar renda para comunidades carentes por meio da venda e distribuição gratuita de máscaras.  Essa é uma maneira de gerar renda para trabalhadores do segmento têxtil que tiveram suas atividades prejudicadas pela pandemia.

O Costurando Solidariedade recebe doações de tecidos e aviamentos de uma rede solidária de pessoas físicas e jurídicas. Os materiais são entregues às costureiras, fomentando a cadeia produtiva e solidária. Já são mais de 20 comunidades beneficiadas com o projeto.

A redação conversou no dia 13 de junho com Karina Chaves, jornalista da Moda Alegre e nos contou as diversas ações que estão sendo realizadas, além do projeto Costurando Solidariedade:

“Durante a pandemia foram feitas várias ações e projetos. O Costurando Solidariedade  tem o apoio da Prefeitura de Porto Alegre. Há também o Adote uma comunidade que é o envio de cestas básicas para a comunidade. E ainda os Drive-thrus da campanha do gasalho, onde as roupas ficam em quarentena”.

Como ajudar na campanha Costurando Solidariedade?

comunidades carentes
Como gerar renda na pandemia para comunidades carentes? Conheça ações realizadas Foto – Moda Alegre

Há duas formas:

1) Comprando tecidos/aviamentos e doando para as costureiras;

2) Comprando as máscaras direto das costureiras.

Qualquer dúvida basta entrar em contato com o instagram @modalegrepoa.

Também vale ressaltar que pessoas físicas ou jurídicas que quiserem participar do projeto com a doação de materiais para a produção de máscaras, ou com recursos financeiros, podem entrar em contato com a Moda Alegre.

Conheça outras ações realizadas pelo Brasil

Projeto Ruas: Estima-se que aproximadamente 100 mil pessoas no Brasil se encontram em situação de rua, sendo 14.5 mil no Rio de Janeiro. Por isso, a associação, que presta apoio a pessoas em situação de rua, criou o projeto #popruaeumeimporto, que tem o objetivo de orientar a população sobre como ajudar moradores de rua nos momentos em que precisarem sair de casa durante a quarentena.

Gerando Falcões: é uma organização social que atua dentro de estratégia de rede, em periferias e favelas e está com uma campanha de arrecadação de cestas básicas digitais.

Nas redes sociais, artistas e influencers vêm auxiliando na divulgação das doações de cestas básicas, que acontecem através de uma plataforma de arrecadação de dinheiro.

Maneiras de ajudar os mais vulneráveis ​​durante a pandemia do COVID-19

comunidades carentes
Como gerar renda na pandemia para comunidades carentes? Conheça ações realizadas Foto – Pixabay
  • Ajudar com cestas básicas

É importante não apenas garantir que as pessoas acessem suprimentos básicos de alimentos, mas também que eles tenham dinheiro para comprá-los. Em média, os alimentos são responsáveis ​​por até 60% das despesas das famílias em países de baixa renda e 40% nas economias de mercado emergentes e em desenvolvimento.

Por isso, muitos projetos envolvem a entrega de cestas básicas para famílias carentes em diversas regiões do Brasil.

  • Envie mensagens de texto às pessoas para garantir sua saúde mental e bem-estar

Entre muitas perturbações globais da saúde, econômicas e sociais, o coronavírus forçou milhões a se isolar fisicamente. Combine isso com uma extensa cobertura de notícias sobre a pandemia e o futuro desconhecido, e não é surpresa que a ansiedade esteja aumentando.

Muitas pessoas estão se sentindo ansiosas, por isso, especialistas recomendam que quem se sentir assim procure ajuda.

Leia também: Violência doméstica aumenta na pandemia; conheça ações realizadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here